Arquivos da categoria: arquitetura

detalhes de banheiro arina araujo arquiteta

Morada aconchegante: arquiteta Arina Araujo transforma apartamento padrão num local para se viver bem

O apartamento localizado em Brasília na SQA – A, de dimensões padrão, não foi problema para Arina, pelo contrário: “Com um bom projeto de iluminação consegue-se ampliar as dimensões do espaço interno, aproveitar melhor os ambientes e criar atmosferas desejadas em momentos diferentes”, conta a também light designer Arina Araujo.

living decor interiores arina araujo arquitetura e interiores tapete listrado sofa nude tons naturais almofadas coloridas
Tons naturais pontuado por contrastes de azul, cinza e marrom, listras e florais: harmonia.

Com uma carta de fornecedores de sua extrema confiança, Arina não abre mão de mobília sob medida e acabamentos de qualidade. “O bom aproveitamento do espaço começa pensando na funcionalidade, ou seja, para que e como aquele ambiente será utilizado pelos moradores da casa”, ressalta. “Num living, é preciso no mínimo, de um bom sofá, coberto por lindas almofadas que dialogam com o entorno, a partir de estampas e cores. E um bom tapete.”, destaca.

sala de jantar contemporanea decor urbano sala espelho na sala de jantar arina araujo arquitetura e interiores
Espelho na sala de jantar amplia o espaço e traz uma dinâmica especial ao ambiente.

Saber trabalhar bem com diferentes tipos de materiais também é uma ótima ‘pedida’ : “O uso de madeira, uma combinação lógica na escolha da paleta de cores e opções de revestimentos, móveis, tecidos, pintura de parede, laca dos móveis, papel de parede, luminárias decorativas e, principalmente, o gosto pessoal e as preferências dos habitantes”, é com esta fórmula que Arina Araujo costuma obter resultados surpreendentes em seus projetos, em geral, urbanos e contemporâneos, com toque de objetos de design e arte, que denotam seu refinamento estético.

mesas nicho em aca off white arina araujo arquiteta abajur de base de cristal e cupula de tecdo
Mesas nicho em laca off white ajudam a apoiar se preciso. Abajur cristal com  cúpula de tecido.

roupa de cama alto padrao quarto de casal projeto arina araujo aruqiteta
Cortinas, papel de parede, dois lustres como abajures e roupa de cama num quarto delicioso.

Neste dormitório, a arquiteta optou por um par de lustres de cristal em vez de usar os tradicionais abajures ou luminárias de leitura sobre criados-mudos. “Para o quarto, é fundamental uma roupa de cama que esteja a altura do projeto como um todo”, Arina sugere. E ainda acrescenta: “O papel de parede faz toda a diferença, porque sempre temos uma cama, um guarda-roupa, um criado-mudo, um aparador”.

roupa de cama chic arina araujo arquiteta
Detalhe da roupa de cama especialmente escolhida para este dormitório.

Colocar espelhos na sala e nas portas do armário, além de ampliarem os espaços, servem como apoio na hora do dono do quarto se vestir, por exemplo. Mas não é só isso “espelhos transferem uma dinâmica especial ao local, pelo reflexo e contiguidade que proporcionam.”

lustre no lugar de abajur do lado da cama arina araujo arquiteta
Detalhe do lustre em cristal ao lado da cama de casal e armário espelhado no quarto.

mesa lateral de cama de casal arina araujo arquiteta
Mesa lateral estilo provençal em harmonia com a cabeceira pespontada da cama.

criado mudo aca nude quarto solteiro arina araujo arquitetura
Mesa lateral contemporânea off white, retangular com pés metálico, no quarto de solteiro.

quarto de solteiro projeto de interiores arina araujo
Persiana traz dinamismo ao ambiente e dialoga com a mesa retangular entre as camas.

escolha de revestimento de banheiro arina araujo arquiteta
A escolha do revestimento do box em perfeita combinação com o silestone da pia.

detalhes de banheiro arina araujo arquiteta
Charme e requinte não faltam aos projetos Arina Araujo

Participam deste projeto:

Cortinas – Maison Joie De Vivre
Colchas – Primavera Enxovais
Tapetes – Carminati Tapetes
Adornos – Maison Joie De Vivre
Planejados – Terra Ambientes Planejados
Móveis – Hill House, Spazio Interni, Eletromec, Nardim Jr Home, Tidelli
Fotografia: Alliny Nunes Estúdio de Fotografia

 

arina araujo aruqiteta brasilia apartamento asa sul

Apartamento na Asa Sul em Brasília, projeto Arina Araujo

Nada como o aconchego do lar quando a temperatura cai. O frio pede tecidos de toque macio, que aqueçam e tragam uma sensação de conforto extra, em cores quentes, em contrastes que deixem o ambiente “gostoso”. A arquiteta Arina Araujo mostra como usar algumas técnicas para tornar o ambiente mais aquecido visualmente.

Este projeto foi realizado para uma residência na Asa Sul em Brasília, um apartamento bem iluminado, onde Arina aproveitou a luz natural para ampliar as dimensões do local.

ariina araujo arquitetura de interiores apartamento asa sul brasilia alto padrao
Living apartamento Asa Sul Brasília, projeto da arquiteta Arina Araujo

Para, literalmente, ‘quebrar o gelo’, “a primeira providência é um bom tapete”, de acordo com a autora. No living deste apartamento, um grande tapete vermelho é disposto cobrindo boa parte do piso, demarcando especialmente os limites dos espaços integrados, neste caso, com a sala de jantar.

arina araujo arquitetura de interiores apartamento asa sul brasilia tapete vermelho luz natural flores na decoracao nude bege off white sofa nude
Detalhe do living

A sofisticação da cor vermelha, quando usada com parcimônia, por ser uma cor forte e de personalidade, proporciona um resultado irresistível. Aqui, com muita luz natural de dia e boa iluminação artificial à noite, fica mais leve, ainda mais quando acolhido por tons naturais e off-whites. O tapete “dialoga” com as almofadas, banco do aparador, objetos e quadros, cuidadosamente escolhidos para comporem com suas estampas e cores, preenchendo e integrando o ambiente onde predomina tons nude.

arina araujo arquitetura de interiores sala de estar com flores almofada vermelha estampa de almofada combinação de vermelho na decoraçao chic
O vermelho sofisticado das almofadas ao tapete que se vê através da mesa de vidro

arina araujo arquitetura de interiores objetos na decoração bandeja louças de vidro
Cristais vermelhos sobre a bandeja estabelecem contraponto junto com o quadro

banco de laca vermelha arina araujo projeto de decoracao apartamento brasilia
Banco de laca vermelha conectando almofadas so living e quadros da passagem e jantar.

Aproveitar espaços é uma arte que os arquitetos sabem bem e com Arina Araujo não é diferente, mas, um diferencial: “Há um estudo sério do espaço, como será usado, qual a melhor solução para que os ambientes fiquem inteligentes e funcionais. O uso de mobiliário planejado e de qualidade é fundamental neste processo”, fica a dica.

arina araujo arquiteta moveis planejados laca estante de nichos home office
Uso de móveis planejados para o aproveitamento de espaços: praticidade e estética

Cortinas e persianas trazem um maior conforto visual e controle de temperatura, em dias quentes, filtram a luz do Sol e em dias frios, mantém um pouco mais de calor no ambiente. Persianas de madeira auxiliam no aumento da sensação de conforto, principalmente quando equilibradas com cortinas de tecido e papel de parede, conferindo um charme todo especial às janelas e paredes do living.

arina araujo persiana de madeira cortina de tecido na mesma janela decor chic
Persianas de madeira e cortinas de tecido na janela: décor contemporâneo de Arina Araujo

arina araujo decor contemporaneo
Papel de parede integrado ao nude do sofá e tons da persiana e cortina de tecido

arina araujo arquitetura quarto de casal laca branca alto padrao
Criado mudo em laca branca embutido na cabeceira projeto Arina Araujo

Participam deste projeto:

Móveis e Tapetes – Prima Línea
Planejados – Evviva Bertolini
Cortinas, Colchas e Adornos (parte) – Maison Joie De Vivre
Adornos – Nardim Jr Home
Fotografia: Alliny Nunes Estúdio de Fotografia

 

arina araujo

Como ter um escritório bonito, organizado e produtivo com o auxílio de um arquiteto

O tempo que se passa dentro de um escritório, seja ele home office ou não, é de mais ou menos um terço do dia. Muitas vezes o cansaço toma conta, a bagunça começa a tomar corpo, os prazos remontam uns sobre os outros e o caos se instala.

É aí que os conceitos de arquitetura e otimização dos espaços são determinantes na organização do ambiente, que por sua vez influencia a produtividade e o gerenciamento do tempo. A arquiteta Arina Araujo entende tudo do assunto e nos dá uma aula sobre como ter um office que seja produtivo, a exemplo o escritório dela, em Brasília. Mas não é só isso, ela dará dicas práticas, como seguem.

arina araujo projeto corporativo arquitetura de interiores para escrotóriosSala da arquiteta Arina Araujo: espaço harmônico, cada coisa no seu lugar e bem iluminado.

É preciso pensar no mobiliário e nas opções de iluminação. Também é importante prever o sistema de cabeamento para aparelhos eletroeletrônicos e de telefonia, computadores e acessórios, e para a implantação da tecnologia “wireless”, visando o uso de equipamentos sem fio, como o laptop. Na hora de definir o espaço, é preciso ter em mente que ele deverá ser confortável e favorável à produtividade.

arina araujo arquiteta escritorio em Brasília
Arquiteta e Light Designer, Arina Araujo distribuiu os pontos de luz em locais estratégicos.

Ergonomia é o critério principal na hora de escolher os móveis, que devem facilitar a movimentação do usuário. A cadeira requer regulagem de altura. Prefira modelos em que o encosto se molda às costas, permitindo a inclinação do corpo.

escritprio04
Ergonomia e aproveitamento do espaço, mágicas que a arquiteta Arina Araujo faz!

Manter o office em ordem traz vários benefícios. Então, comece por uma gaveta, depois arrume o armário e só então se aventure pelo resto do cômodo. Descarte papéis inúteis para a reciclagem e separe o que está fora de uso, mas em bom estado, para doação. A tarefa mais difícil é manter tudo organizado. Pegou, devolva para o mesmo lugar. Tenha um local para reunir as coisas soltas, como uma gaveta ou caixa e ao final do dia – ou ao menos uma vez por semana – faça uma revisão antes de guardá-las.

arina araujo arquiteta escritorio ariana araujo mesa de reunião

Feito isto, obrigatório seguir uma regra simples: cada coisa em seu lugar. Separe pelo menos 15 minutos do seu dia para limpar a desk de trabalho. Arrumar a mesa faz com que as energias fluam e o astral do escritório fique lá em cima. Papéis, livros e xícaras não deixam a energia circular diretamente. Marque um dia por semana para fazer uma faxina na escrivaninha, limpar o computador e esvaziar as gavetas.

arina araujo arquitetura de interiores
Momentos de charme e exteriorização da personalidade devem fazer parte do office

arina araujo arquiteta
Canto de relaxamento e solidão para reposição de energias no office da Arina Araujo

Participam como fornecedores de Arina Araujo em seu office:

PlanejadosEvviva Bertolini 
CadeirasSpazio Interni 
AdornosMaison Joie De Vivre e Cassio Veiga
TapeteAvanti Tapetes
Cortinas e Papel de ParedePaper House Decor

Pisos drenantes como alternativa para arquitetura sustentável

A arquiteta Arina Araujo traz neste artigo uma interessante opção para a escolha de revestimentos que prezam a arquitetura sustentável, acompanhe!

Arquitetura sustentável é uma resposta às preocupações relativas ao meio ambiente a aos problemas causados pelo desperdício de produtos e recursos e, ao mesmo tempo, uma tentativa de elaborar propostas alternativas e eficazes, capazes de conjugar as exigências da habitação com a atenção ao ecossistema.

O debate sobre a arquitetura ecológica existe há muitos anos e constitui uma questão imprescindível. O aumento dos recursos energéticos, a exploração dos combustíveis fósseis, a Revolução Industrial e as novas tecnologias provocaram, desde o fim do século XIX, uma relação diferente entre arquitetura e ambiente.

Imagine uma grande área, como um estacionamento a céu aberto de piso de concreto sob o Sol do meio-dia. Sentiu muito calor só de imaginar? Agora imagine uma chuva torrencial caindo sobre esta área. Pensou em imensas poças de água ou pequenos córregos se formando por conta do excesso de água caindo e a falta de escoamento suficiente? Vamos abordar um produto solucinador neste sentido, o Piso Drenante.

Piso Drenante com base de cimento (piso cimentício)

Pisos drenantes são placas permeáveis de base de cimento , nas quais a água que cai da chuva retorna às camadas subterrâneas da terra, dando continuidade ao ciclo natural da água, reduzindo riscos de alagamentos. Feitos em diferentes espessuras e conforme a necessidade de resistência ao impacto e atrito, os drenantes são atérmicos, ou seja, a superfície deles não esquenta demais em áreas externas em que o Sol atinge por horas. Não há necessidade do uso de rejuntes ou argamassa, pois é piso intertravado.

arina araujo arquitetura sustentavel piso drenante drenaqua drenaltec
Piso drenante: absorve pouco calor, água passa direto (volta ao solo) e sem rejunte*

Podem ser utilizados em obras residenciais ou comerciais, em jardins, piscinas, rampas de garagem, calçadas, espaços públicos como praças e grandes áreas abertas. São indicados para serem usados em pavimentos térreos sem subsolo em uso. Boa opção para pavimentação urbana, residencial e comercial, não possuem restrições de produtos de limpeza, bastando uma VAP. O assentamento pode ser feito com ou sem rejunte e há opções de espessura para contrapiso ou não.

arina araujo arquitetura sustentavel piso drenante
Calçamento com piso drenante: água da chuva passa por ele volta direto para o solo**

Piso drenante, como o próprio nome diz, drena líquido, sendo assim, ele vai deixar água passar por ele e, havendo um pavimento em uso no andar logo abaixo, este receberá toda a água, ou seja, jamais pode haver um andar inferior construído.  Por isso é extremamente indicado para ser assentado diretamente no solo para auxiliar o retorno natural da água.

arina araujo arquitetura sustentavel piso drenante e piso pré-moldadoAplicação de piso drenante para o solo e pré-moldado impermeável para a escada***

Os fabricantes fornecem manuais de assentamento com passo a passo. A Drenaltec, fábrica localizada em Campinas/SP, fabrica o piso drenante Drenaqua, muito indicado para rampas por trazer alta aderência. Os pisos podem ser remanejados de lugar facilmente, sem quebras, permitindo consertos subterrâneos em calçadas e vias, sem remendos.

Piso Pré-Moldado com base de cimento (pré-moldados cimentícios)

Indicado para aplicação de piso em locais sujeitos a tráfego de veículos, tais como vias urbanas, pátios de estacionamentos e similares (norma ABNT NBR 9781), ou mesmo, para projetos arquitetônicos, paisagísticos, residenciais ou comerciais. As placas pré-moldadas são atérmicas – não esquentam – e otimizam a sua manutenção. Para limpeza, basta jatos de água usando máquina do tipo VAP com detergente neutro.

A extensa paleta de cores possibilita projetos arquitetônicos e paisagísticos de grande apelo estético, sem perder as caraterísticas de durabilidade, alta resistência e praticidade do piso intertravado. Grande aliado das áreas de jardim, piscina e varandas, o pré-moldado tem visual rústico muito parecido com o drenante, mas sua característica principal é ser impermeável. Assim, pode ser usado em áreas externas de coberturas de edifício, dando um aspecto rústico interessante, em áreas externas com uma garagem embaixo ou outro andar inferior.

arina araujo arquitetura sustentavel piso drenante e piso pré-moldado
Na cobertura, pré-moldado de aspecto rústico semelhante ao drenante, mas impermeável

Por serem atérmicos (absorvem pouco calor dos raios do Sol), são perfeitos para áreas de lazer, como piscinas, passagens de jardins, corredores, quintais, churrasqueiras, etc.

arina araujo arquitetura sustentavel piso drenante
Combinação de piso drenante no solo e bordas de piscina atérmicas no mesmo acabamento

Pisos drenantes e pré-moldados podem ser combinados com bordas de piscina no mesmo tom, unificando o projeto, tornando mais homogêneo, harmonioso, trazendo uma atmosfera contemporânea bem rústica, porém ao mesmo tempo, elegante. Tem uma porosidade natural graças ao material base, o cimento.

O processo de fabricação dos pisos pré-moldados e drenantes não passam por fornaria, como no caso dos pisos cerâmicos. A cura do cimento é feita por secagem natural, o que garante a sustentabilidade por não liberar gás carbônico na atmosfera, sendo inofensivos ao aumento da camada de ozônio. Além de terem parte de sua matéria-prima reciclável como a fibra de coco e o reaproveitamento de peças de descarte que retornam à linha de produção.

*, ** e ***: imagens gentilmente cedidas por Drenaltec tecnologia em pisos drenantes

A importância da vistoria no imóvel novo antes de se mudar

A Arquiteta Arina Araujo compartilha 30 dicas para uma vistoria completa e ainda acrescenta outros tópicos específicos para quem está recebendo o imóvel novo.

A pressa no mundo contemporâneo e a ansiedade em ganhar tempo fazem com que o sonho de se mudar para a casa própria atrapalhe momentos futuros próximos, caso as pessoas deixem de fazer uma vistoria criteriosa ao receber as chaves do imóvel.

Porque a empresa precisa lhe entregar o imóvel exatamente como o prometido e combinado, não se pode bobear nesse passo. Visitar o imóvel durante o dia e com Sol, com boa iluminação para se observar detalhes importantes, como abrir e fechar todas as portas, verificar se estão fechando alinhadamente. Fechaduras funcionando, situação da pintura das portas e com um espelho  ver se a parte superior e inferior da porta estão pintadas. Faça o mesmo com as janelas. Observe que as janelas precisam estar impermeabilizadas e se uma camada de silicone nas suas bordas afim de evitar a infiltração e se os vidros estão arranhados ou trincados.

Verificar toda a cerâmica da casa, se há pisos ou azulejos danificados, rachados, desalinhados, mal colocados, trincados, etc. 

É bom ser detalhista e olhar todas as louças do imóvel, vasos sanitários, se não estão trincados e também as pedras da cozinha, cubas. Se forem metálicas, torneiras, peças de inox, se estão arranhadas, riscadas ou com manchas de produtos químicos.

Leve seu carregador de celular e tente carregar seu aparelho em todas as tomadas da casa. Não esqueça de levar lâmpadas para  testar os bocais de luz e se os interruptores estão funcionando e também testar a campainha.

Torneiras, abrir uma a uma, deixe aberto por algum tempo para ver se existe vazamento na tubulação, acione também as descargas dos vasos sanitários, feche o registro, verifique se  há torneiras pingando. Ligue os chuveiros e acompanhe se há acúmulo de água.

Se for encontrado algum problema comunique a construtora. Só aceite as chaves quando o imóvel estiver conforme o prometido e com tudo funcionando corretamente. Se algum problema passou despercebido, existe o prazo de até 90 dias para reclamar. Dica: Fotografar ou filmar tudo que apresenta problemas. Se o problema for visto durante a vistoria, a construtora tem prazo de até 30 dias para fazer as correções.

Confira abaixo 30 dicas para uma vistoria completa.

Parte elétrica

1 –É comum que a maioria dos imóveis ainda estejam com o relógio desligado. Antes de tudo, caso o imóvel esteja ainda sem energia elétrica, deixe isso claro no seu termo de vistoria e peça uma nova vistoria para quando a energia estiver funcionando. 

2 – Verifique se todas as tomadas estão funcionando corretamente com um carregador de celular.

3 – Cheque se há indicação de todos os pontos necessários no quadro de energia.

4 – Com uma lâmpada, faça o teste em todos os bocais do imóvel, se a energia está satisfatória.

5 – Teste a campainha.

Pisos

6 – Com uma bolinha de gude veja se o piso ou o contrapiso está muito irregular.

7 – Atente-se às áreas que delimitam os cômodos, para saber se o granito colocado sob as portas não está muito alto, “ilhando” aquele cômodo.

8 – Teste do silêncio: tente pisar ao máximo dentro do imóvel para perceber se há algum piso com som oco. Pois ele pode se soltar em pouco tempo.

Parte hidráulica

9 – Abra as torneiras, note o fluxo de água corrente e possíveis vazamentos.

10 – Aproveite para observar se os objetos de metais não estão arranhados ou manchados.

11 – Verifique também se a água escoa corretamente ou se há possíveis problemas na tubulação que leva água àquela torneira.

12 – Após abrir a torneira por algum tempo, veja se não há goteiras por baixo dos recipientes.

13 – Teste também todas as torneiras juntas abertas, e dê descarga no vaso sanitário, para testar a pressão.

14 – Observe se os registros funcionam normalmente.

15 – Com um balde, teste o escoamento na varanda para conferir se a água vai escoar normalmente para o ralo. Faça o mesmo com o box dos banheiros.

16 – E não se esqueça de testar, também, a pressão da descarga no vaso sanitário.

Portas, janelas e esquadrias

17 – Teste portas e janelas. Abra e feche várias vezes cada uma delas para ver se não estão empenadas, agarrando ou com ruídos.

18 – Nas portas, verifique se elas estão completamente pintadas. Com um banquinho de madeira, olhe por cima de cada porta. Um pedaço de madeira aparente e sem pintura pode deixar o material exposto a problemas futuros.

19 – Nas esquadrias, veja se não estão arranhadas ou manchadas.

20 – Teste as fechaduras, o olho mágico da porta de entrada.

21 – Os vidros das janelas não podem ter riscos ou partes trincadas. É importante observar, também, se estão bem presos ou se ficam trepidando com o vento.

Observações gerais

22 – Observe se as paredes estão retas. Se aproxime da parede e olhe se ela segue uma direção constante ou se tem “barrigas”.

23 – Fique de olho nas áreas molhadas. O revestimento apresenta manchas ou rejunte mal colocado?

24 – Faça o teste de bater nos azulejos para ver se o som é oco. Caso seja, ele pode se desprender facilmente.

25 – Veja se o rejunte está bem feito e se está limpo.

26 – Confira se não há manchas de tinta nos pisos e rodapés.

27 – Gesso no teto pode denunciar infiltração. Veja se eles não estão amarelados ou úmidos.

28 – Verifique se a vaga de garagem consegue abrigar o seu veículo sem obstáculos.

29 – Faça foto de tudo o que você achar que pode estar errado, mesmo que não esteja. O registro serve como prova.

30 – Por fim, esteja sempre com o memorial descritivo em mãos para saber se os materiais entregues são os mesmos que estavam previstos no contrato.

senibeton arinaaraujo

O charme dos revestimentos de cimento

O uso de revestimento com acabamento que busca um efeito natural tem conquistado espaço no décor. Ótima opção para renovar o ambiente e trazer um ar contemporâneo à ele é o uso de revestimento cimentício, feito a partir do concreto. Placas cimentícias são revestimentos com boa durabilidade, podem ser usadas no acabamento dos pisos e das paredes da residência, em ambientes internos, externos e fachada.

Pisos e paredes revestidos de base cimentícia proporcionam aparência rústica e um excelente desempenho quando o assunto é durabilidade e resistência mecânica. Por ser atérmico, (propriedade de reter pouco calor), este tipo de revestimento “esquenta menos” porque é feito de material poroso, que dissipa melhor o calor. São ecologicamente corretos e consegue-se obter aparência de materiais variados, desde madeira até mármore, em diferentes tonalidades.

O Cimento Queimado
Os principais produtos industriais usados para obter o acabamento em cimento queimado são o cimento polimérico (com um aditivo que garante elasticidade e aderência) e massas pré-fabricadas à base de pó de limestone ou de quartzo. Essas últimas têm boa resistência a trincas, são orçadas conforme o projeto e acompanham quatro produtos: base de regularização cimentícia, pigmentos, seladora e resina.

cimento queimado arina araujo

Tecnocimento®
Tecnocimento® é um revestimento decorativo cimentício polimérico que apresenta o aspecto do cimento queimado, isento de juntas, de secagem rápida e baixa espessura. Sua estética apresenta o charme das nuances, aspecto e cor do cimento.

tecnocimento arinaaraujo arquitetura

O conceito de aplicação do Tecnocimento® é bastante distinto do cimento polimérico, pois é aplicado como uma massa corrida, em camada única, monolítica, sem emendas e sem juntas, sendo aplicado por profissionais de acabamento que dominam o manuseio da desempenadeira de aço, como pintores, aplicadores de massa ou textura, gesseiros e também por pedreiros. A característica principal do profissional de aplicação é o capricho e estar atento a detalhes de acabamento.

tecnocimento arina araujo

tecnocimento

Mr.Cryl
É um revestimento cimenticio totalmente monolítico – sem juntas de dilatação, desenvolvido para ser aplicado em fachadas, paredes e pisos, com apenas 2mm de espessura.

mr cryl arina araujo

Produto de alta aderência e flexibilidade sobre argamassas, drywall, mdf, painéis cimenticios, cerâmica ou azulejos, evitando o incomodo do quebra-quebra das reformas. Valorizam ambientes residências e comerciais em áreas externas e internas.

arina araujo mrcryl

Mr.Cryl possui aderência de alto nível sobre diversos substratos tais como azulejos, pisos cerâmicos, gesso acartonado, pastilhas drywall, concreto, chapa de madeira, pedras naturais, contra-piso, paredes e tetos sem causar escorrimentos, agiliza a obra por não haver necessidade de remoção dos revestimentos pré-existentes, reduzindo o tempo e o gasto com mão- de-obra.

SéniBéton

O SéniBéton é um revestimento inovador, a base de limestone de alta resistência, especialmente desenvolvido para pisos e paredes.  A versatilidade do produto foge da mesmice propondo um diferencial aos ambientes, dispensando as desgastantes reformas devido à fácil aplicação, além de ser totalmente monolítico, ou seja, dispensa juntas de dilatação. Pode ser aplicado sobre contra pisos fino ou grosso, cimento ou pedras que apresentem porosidade.

De revestimento com aspecto levemente granitado com nuances de cor, SéniBéton existe para ser aplicado em pisos internos ou externos. Não se destinam a corrigir as imperfeições como ondulações, fissuras, trincas, umidade ou rachaduras.

senibeton arinaaraujo

 

seni beton arina araujo

“Interior of modern house, metal staircase”

arina araujo

Arina Araújo ensina truques para refrescar a decoração da casa gastando menos – Correio Braziliense

A arquiteta Arina Araujo compartilha dicas incríveis em reportagem no Correio Braziliense, na qual propõe  refrescar o décor da casa mesmo que em momentos de recursos menos abastados. Vale a pena conferir!

Arquiteta ensina a decorar a casa com pouco dinheiro e muita criatividade

arina araujo arquiteta

Carpete em todos os cômodos, textura nas paredes, lustres de cristais e muito brilho. Ostentação demais para a época de crise econômica em que o Brasil está passando, não é mesmo? Pensando nisso, alguns brasileiros resolveram buscar alternativas para, mesmo nesse período, não deixar de decorar a casa e deixá-la do jeito que gosta. Com a ajuda de um arquiteto, por exemplo, a casa pode ficar ainda mais bonita, mesmo com um custo pequeno.

A arquiteta Arina Araújo explica que não é preciso esbanjar para deixar o lar doce lar bem apresentado. “Hoje em dia com uma boa consultoria, os itens e as cores certas, parece que a casa está nova em folha a cada semestre”, comenta.

Para quem está querendo redecorar o quarto, mas a grana está curta, a dica da arquiteta é unir bem as almofadas com o tapete. “O charme de sempre fica à base das cores. Unir sempre e combinar, mas sem exagerar, claro”, pondera.

arina araujo arquiteta

Outra dica é ousar nos pallets, que estão em alta. Eles estão cada vez mais sendo aproveitados na decoração. E os adesivos podem dar todo um charme em um detalhe na parede da sala. A arquiteta diz também que servem para cobrir aqueles revestimentos da cozinha e banheiro dando toda a graça no ambiente além de fácil aplicação. ”Usar papel de parede também é uma ótima sugestão, além da fácil aplicação”.

Não esquecendo que ambientes pequenos pedem papeis de parede com estampas menores. A dica é dar cor em uma única parede na sala e em outra uma espelhada para da um ar de maior é o custo pequeno: Troca de capa de almofadas, capa para cadeiras e sofás, pufs, que são peças chaves na decoração, fazem uma boa diferença.

“Podemos colocar nas paredes belíssimos quadros. Não precisa ser obras de arte caras. Podemos investir em pôsteres que são vendidos em papelarias ou bancas de jornais. Coloca uma simples moldura e pronto!”, argumenta. Reformar um móvel antigo também é outra dica útil. Uma boa pintura e troca de puxadores já da outra cara ao ambiente.

Além de tudo isso, um belo arranjo com flores artificiais também é uma opção de decoração e dá todo um charme ao ambiente. Se não pode trocar o piso da casa, pelo menos um tapete sim. Com certeza sairá muito mais em conta para o bolso do brasileiro.

arina araujo arquiteta

Confira dicas de decoração criativas e econômicas para cada cômodo da casa:

Sala de estar
Dê cara nova aos objetos de decoração. Pinte, retire, acrescente ou revista. Pequenos detalhes podem mudar completamente a decoração desse ambiente. Trocar as capas das almofadas, apostar em uma cortina nova, ou renovar as fotos dos porta-retratos já pode fazer muita diferença.

Cozinha
Nem sempre você irá precisar gastar muito para decorar sua cozinha e deixá-la com cara nova. Quebrar paredes gera custos, por isso aposte em adesivos e em azulejos que não necessitam de grandes reformas.

Sala jantar
Na sala de jantar é possível pintar uma parede com uma cor diferente e trabalhar com capas nas cadeiras. Usar espelhos também pode turbinar a decoração, e se você quiser ousar um pouco mais troque a iluminação tradicional por pendentes.

Quarto do casal
Aquele móvel antigo e desgastado no canto pode ser transformado com um pouco de tinta, paciência e criatividade. Use arranjos de flores e aposte em adesivos de parede para repaginar o quarto do casal

Quarto das crianças
Crianças, paredes e giz são uma combinação de pura arte. Pintar uma parede com tinta lousa é uma solução criativa para aproveitar melhor o espaço do quarto dos pequenos. Também dá para decorar com uma cortina e usar nichos simples para colocar brinquedos.

arquiteta arina araujo

 

Fonte: Correio Braziliense

flyer

Exposição “ENTRE AFETOS E SOMBRAS”

Boa dica de exposição fotográfica em Brasília, evento que com certeza a Arquiteta Arina Araujo estará prestigiando, vale a pena conferir.

Duas artes que dialogam colaborativamente: fotografia e poesia. Essa união ocorre com os artistas Alliny Nunes e Roberto Medina na exposição “Entre afetos e sombras” que se encontrará no Memorial do TJDFT de 06 a 17 de julho. O espectador pode passear contemplativamente pelo conjunto de fotos e poemas nessa exposição como uma experiência estética da poesia da luz, na concepção de Marcel Proust: “A verdadeira viagem de descoberta não consiste em procurar novas terras mas ver com novos olhos”.

De acordo com a fotógrafa Alliny Nunes, “Teremos algumas peças exclusivas para o TJDFT, sendo apresentadas ao público pela primeira vez “, como a foto da indiana abaixo:

Prita Vinodkumar Exposição “ENTRE AFETOS E SOMBRAS” Alliny Nunes e Roberto Medina
Retrato da indiana Prita Vinodkumar, com exclusividade na mostra do TJDFT

ALLINY NUNES fotógrafa da mostra ENTRE AFETOS E SOMBRAS A fotógrafa Alliny Nunes, em retrato por Nikola Pravnovic

Alliny Nunes
Fotógrafa

Graduada na área da saúde pela UCB, é fotógrafa profissional formada pelo Espaço f/508 de fotografia. Além disso, tem especialização em fotografia de retratos em preto e branco e fine art em Missouri (EUA). Também lecionou os cursos básico e avançado de fotografia digital da Nikon (Nikon Seminars/Nikon School) e, em Brasília, ministra workshops na área fotográfica. Possui curso sobre mercado de luxo, com Claudia Matarazzo, e curso em expografia, sob o conceito da Escola Bauhaus, Alemanha.
Durante dois anos, em navios de cruzeiro, fotografou famílias de diversas nacionalidades e culturas, em mais de oitenta cidades e trinta países. O universo de imagens de Alliny Nunes compõe-se de fotografias em estúdio, retratos, eventos, casamentos, retratos de artistas e escritores.
No Brasil, Araquém Alcântara prestou consultoria de leitura de portfolio da fotógrafa Alliny Nunes, a fim de apurar o trabalho autoral com fotografia de viagem e registros do cotidiano de tripulação. O trabalho da fotógrafa pode ser conferido em sites especializados, exposições individuais e coletivas e livros. Trabalho recente: a exposição “Entre afetos e sombras”, com apresentação de Cássia Relva e curadoria e poesia textual de Roberto Medina.
Para Alliny Nunes, um bom retrato deve ser uma representação do indivíduo independente do passar do tempo. Mais que uma imagem bonita, seus retratos são o legado do retratado, dialogando com futuras gerações.

Roberto Medina
Professor e escritor

Doutorando em Teoria Literária e Estudos Literários Comparados na UnB, Medina publicou artigos em revistas científicas nacionais e internacionais. Escritor e professor de escrita criativa, ministra diversos cursos de pós-graduação. Atua com o foco em literatura brasileira, poesia, contos e história da arte, poéticas visuais, teoria literária e adaptações para cinema e teatro. Sua pesquisa abrange questões relacionadas a linguagem poética, às obras de Wilhelm Dilthey e Dostoievski, além dos projetos estéticos e ideológicos de Manoel de Barros, Machado de Assis e Jorge Luís Borges.

Alliny Nunes e Roberto Medina na exposição “Entre afetos e sombras” que se encontra no Memorial do TJDFT de 06 a 17 de julho

prima linea carina araujo

Visita à fábrica da Prima Linea em BH

Prima Linea é uma fabricante brasileira de mobiliário que carrega no dna de sua marca a tradição do design de móveis da Itália, possui a solidez de estar presente a mais de 30 anos de mercado do design e conta com cinco lojas em Brasília/DF, quatro em Belo Horizonte/MG e outras duas do grupo no mesmo local.

Prima Linea utiliza máquinas italianas em sua unidade fabril, localizada em MG, engrenagens europeias e acabamento proveniente da Itália. Seguindo a tradição de empresa familiar que cresceu e se modernizou, a segunda geração de gestores, costuma definir a empresa como “marcenaria de luxo” devido à extensa gama de possibilidades de execução, acabamento e customização de seu mobiliário. Esta característica permite que Prima Linea consiga atender em escala como uma industria  e em paralelo, dispor da customização de cores e medidas de um mesmo mobiliário que o arquiteto necessita.

arina araujo arquiteta e guilherme noronhaherme
Guilherme Noronha, da Prima Linea e Arina Araújo, em 29/05/2015.

Em Belo Horizonte/MG está localizada a fábrica e seus artesãos da madeira e estofado. O cuidado extremo parte desde o projeto, em que se busca tendências internacionais de design, cores, materiais de acabamento selecionados com o máximo critério de qualidade e o traço do desenho, fatores que juntos, trazem originalidade e frescor ao mobiliário da marca. Os sistemas são pensados para proporcionarem inúmeras montagens e personalizações diversas, criando inúmeras possibilidades de ambientações e usos.

arina araujo blog prima linea fabrica em bh
Mobiliário pronto para receber acabamento na fábrica da Prima Linea, em BH

arina_primalinea4 arina araujo fabrica prima linea bh

 

logoprimalinea